Natal: preparemos o Natal

NATAL – 1: PREPAREMOS O NATAL

Natal significa que Jesus, o Filho de Deus, nasceu, e que, com Ele, se revelou o infinito Amor de Deus pelos homens: Tanto amou Deus o mundo, que lhe deu seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida  eterna.–   O Verbo se fez carne e habitou entre nós.

Isto é o Natal. Ao percebermos que muitos ainda não descobriram essa maravilha ou a esqueceram, sentimos a necessidade de nos encaminharmos com fé ao filho de Maria que vai nascer, e de lhe dizer: Jesus, no teu aniversário, será que nós vamos deixar-te encostado na sombra, excluído da Festa como se fosses um intruso Não, não queremos!

É muito reconfortante ter presente que o Natal não é uma pura recordação, uma simples comemoração histórica. É real, é vivo, está acontecendo em cada ano, quando a liturgia comemora essa solenidade. Veja o que nos ensina o Catecismo da Igreja Católica:

“Tudo o que Cristo é, tudo o que fez e sofreu por todos os homens, participa da eternidade divina, e assim transcende todos os tempos e em todos se torna presente”.

No Advento e no Tempo do Natal vamos dizer já as palavras alegres que, na Noite Santa, os pastores dirão enquanto correm para o presépio: Vamos até Belém e vejamos o que aconteceu e que o Senhor nos manifestou.

Que Deus nos conceda a graça de “ir” e “ver”.

 

Resumo de um texto do livro de F. Faus Contemplar o Natal